FACE NORTE DO DEDO DE DEUS

A Face Norte do Dedo de Deus fica virada para a montanha Cabeça de Peixe, ela é a face onde também ficam localizadas as vias Impermeáveis e Julia Capistana. 
Para quem vai de carro a dica é estacionar no Paraíso da Plantas, uma espécie de centro comercial com lanchonete, restaurante e supermercado no lado direito da pista de subida, ainda na estrada, mas muito próximo de Teresópolis. Basta se orientar pelo telhado verde que é possível visualizar na subida da serra.
Com o carro estacionado no Paraíso das Plantas, basta descer pelo acostamento da estrada até o estacionamento onde se localiza uma Santinha. Para entrar na trilha basta caminhar por cima de uma barragem de concreto, como se fosse uma espécie de ponte, e depois subir pelo rio. A "trilha" para a Face Norte segue por esse leito de rio até o colo entre o Dedo de Deus e Cabeça de Peixe, passando pelo bivak das vias no estilo big wall.
A via foi reformada e modernizada, muitos grampos de 3/8 e 1/4 foram substituídos por chapeletas e parabolts de inox e as paradas foram duplicadas. No entanto ainda existem alguns grampos antigos na via, mas nada que seja muito comprometedor.
A base da via fica exatamente no colo entre as duas montanhas, sendo de fácil localização, basta ver o primeiro grampo de 3/8. No entanto, dependendo da frequência, o mato pode crescer e dificultar um pouco sua localização. 
A escalada conta com seis enfiadas e segue por uma linha bonita e estética, alternando trechos de agarras, aderência, fendas e travessia. A primeira enfiada começa por um fácil sistema de agarras, mas após a terceira proteção fixa é preciso fazer uma curta travessia para a direita. Depois segue praticamente em linha reta, com um grau de dificuldade entre o quinto e o sexto grau, alternando trechos em agarra, aderência e fenda. No final é possível melhorar a proteção com algumas proteções móveis.
A segunda enfiada começa com um lance delicado para a esquerda, que pode ser feito em A0. Depois segue por uma curta canaleta/chaminé, cruzando um teto por baixo e pela esquerda, que também pode ser feito em A0. Após o teto basta escalar um costão fácil até uma parada dupla em platô confortável.
A terceira é um quinto grau constante e a enfiada mais bonita da escalada. Ela começa com uma linda sequencia de agarras em diagonal para a esquerda e depois segue uma fenda frontal perfeita, terminando em uma parada dupla no final da fenda. Uma luva de fenda pode ajudar muito, já que a técnica utilizada é de entalamento de mãos. 
 
A quarta enfiada segue por um caminho natural de agarras e termina logo abaixo da canaleta em horizontal para a direita. A quinta enfiada é justamente essa canaleta para a direita e em diversos momentos é preciso engatinhar dentro dela. Ela termina em um platô com parada dupla. 
 
A sexta e ultima enfiada alterna trechos de rocha e mato, onde é possível usar duas proteções móveis no início e depois segue sem proteções até o trecho final da trilha para a Teixeira. Ela termina praticamente na base da Face Sul e muito perto da Teixeira, sendo essas as melhores opções para acessar o cume do Dedo de Deus. 
Grau de dificuldade: 5º VI A0 E2/E3 D4 200 metros
Conquistadores: Marios Arnaud e Mauricio Mota
Ano da Conquista: 1980
Equipamento sugerido: Corda de 60 metros, 15 costuras e um jogo do Camalot .4 ao 3, repetindo o Camalot .75
Obs: Rapel complicado a partir da quarta enfiada.
Dedo de Deus e Cabeça de Peixe

Dedo de Deus e Cabeça de Peixe

Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Mauro Chiara Foto: Fabricio Vieira

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Mauro Chiara Foto: Fabricio Vieira

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Mauro Chiara Foto: Fabricio Vieira

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Mauro Chiara Foto: Fabricio Vieira

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Mauro Chiara Foto: Fabricio Vieira

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Mauro Chiara Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Fabricio Vieira Foto: Mauro Chiara

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Mauro Chiara Foto: Fabricio Vieira

Face Norte do Dedo de Deus

Face Norte do Dedo de Deus

Escalador: Mauro Chiara Foto: Fabricio Vieira

Escalada é um esporte de risco, acidentes graves e mortes podem acontecer com escaladores experientes e inexperientes. O conteúdo desse site não garante sua segurança ou o sucesso da escalada. Caso tenha o interesse de iniciar no mundo da escalada procure um instrutor qualificado e capacitado para essa atividade de risco elevado.

© Copyright - Escaladas Clássicas - Todos os direitos reservados