EL KABONG - CAPACETE

A El Kabong não chega a ser uma escalada clássica do Capacete como a CERJ ou Sólidas Ilusões, mas é uma via muito procurada pelos escaladores, já que possui uma linha muito bonita e um grau de exposição razoável para o padrão Salinas.

 

A via tem uma dificuldade média em torno do quinto grau, com um crux bem definido de sexto, grau de exposição E2 e aproximadamente 450 metros de extensão. Recomenda-se levar de 12 a 14 costuras e um jogo de camalots do #.4 até o #3, que serão utilizados principalmente na fenda frontal da penúltima enfiada. 

 

Para chegar na base é preciso começar a caminhada a partir do Mascarim, subindo em direção ao Vale dos Deuses, passando pelo refúgio do parque, pelo setor CERJ, cruzando um rio e depois virando para a esquerda no setor onde se encontram as vias Sólidas Ilusões, Roberta Groba e El Kabong.

 

Depois de cair pela esquerda, é preciso seguir por uma trilha relativamente bem definida, sempre na direção da parede. Logo de cara é possível identificar na extrema esquerda o diedro da Sólidas Ilusões e na direita os frisos das primeiras enfiadas da Roberta Groba. A base da El Kabong fica um pouco mais para a direita e sua primeira enfiada segue por lances com muitas bromélias ao redor.

 

A via pode ser dividia em quatro partes bem definidas, sendo que a primeira segue por uma parede positiva em agarras e aderência. A segunda parte é o crux, com um lance de sexto grau em agarras pequenas e algumas fendas. Vale ressaltar que logo no primeiro lance é preciso tomar cuidado com um formigueiro no interior da fenda. A terceira parte segue pelo mar de agarras do Capacete, através de lances muitos bonitos, seguindo por uma linha bem estética na parede. Já a quarta parte é uma fenda frontal toda em móvel, que depois emenda com o costão próximo ao cume.

 

Para descer basta caminhar em direção ao cume rochoso do Capacete e depois seguir o totens e fitas reflexivas até a parada dupla do Sergio Jacob. Localizando a parada dupla bastam três rapeis com corda dupla para acessar a base! O rapel pela Sergio Jacob não tem mistério, praticamente em linha reta e com diversas paradas duplas.

 

Depois, basta uma hora e meia de caminhada para chegar no Mascarim!

  • Whatsapp
  • telefone
  • Contato Escaladas Clássicas
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Escalada é um esporte de risco, acidentes graves e mortes podem acontecer com escaladores experientes e inexperientes. O conteúdo desse site não garante sua segurança ou o sucesso da escalada. Caso tenha o interesse de iniciar no mundo da escalada procure um instrutor qualificado e capacitado para essa atividade de risco elevado.

© Copyright - Escaladas Clássicas - Todos os direitos reservados