CERJ - CAPACETE

Salinas é provavelemente o local mais incrível para se escalar no Brasil e a CERJ é a principal porta de entranda para esse paraíso.

 

Para se chegar na base é peciso seguir pela trilha que se inicia na porteira do Mascarim, subindo em direção ao Vale dos Deuses, passando pelo refúgio do parque até chegar no setor CERJ.

 

Depois de cair pela esquerda no sertor CERJ, é preciso seguir por uma trilha definida e na sequencia é preciso seguir por uma trepação até a base da CERJ.

 

A via é um clássico de Salinas e do Rio de Janeiro, com muitos lances em agarras gigantes, uma pequena chaminé, fendas e aderência. Apesar de existir muitas proteções fixas, um bom jogo de friends e nuts pode ajudar consideravelmente na escalada, principalmente se for a vista.

 

Após as 11 enfiadas é possível chegar no cume, mas ainda é preciso rapelar! Geralmente o rapel é feito pela Sergio Jacob ou Rodolfo Chermont, ambas as vias no extremo oposto, próximas ao Pico Maior.

 

Para localizar o rapel é preciso caminhar por uma trilha bem definida em direção ao Pico Maior, mas antes de chegar no colo é preciso se aproximar da beirada do Capacete, junto as lajes de pedra, procurando a parada dupla.

 

Localizando a parada dupla, seja da Sergio Jacob ou Rodolfo Chermont, fazendo três rapeis em corda dupla é possível chegar na base.

 

Depois, basta uma hora e meia de caminhada e ja é possível chegar no Mascarim.

  • Whatsapp
  • telefone
  • Contato Escaladas Clássicas
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Escalada é um esporte de risco, acidentes graves e mortes podem acontecer com escaladores experientes e inexperientes. O conteúdo desse site não garante sua segurança ou o sucesso da escalada. Caso tenha o interesse de iniciar no mundo da escalada procure um instrutor qualificado e capacitado para essa atividade de risco elevado.

© Copyright - Escaladas Clássicas - Todos os direitos reservados