FISSURA PHOBUS

A Fissura Phobus fica no Parque Ecológico do Cão Sentado (Furnas do Catete), cuja principal atração é a Pedra do Cão Sentado. O local é um verdadeiro parque de diversões, com muitas opções de escalada em boulder, esportiva e tradicional.

 

O parque fica na cidade de Nova Friburgo, região serrana do Estado do Rio de Janeiro, localizado na RJ 116 KM 90, ao lado da praça do pedágio. Quem vem do centro da cidade não precisa passar pelo pedágio, basta entrar no estacionamento do parque que fica no lado direito da pista. 

 

Para acessar a base da escalada é preciso entrar na trilha para o Mirante do Cão Pastor, que é muito bem definida e segue montanha acima, passando por alguns blocos e muitas escadas de pedra ou madeira. Após 15 ou 20 minutos de caminhada fica a Gruta da Catedral, que é um negativo, com uma via em fenda, que segue contornando todo teto para a direita. Nesse momento é preciso sair da trilha principal e entrar na trilha da esquerda, que continua subindo entre os blocos e escadas de madeira. Após 5 minutos de caminhada a partir da Gruta da Catedral fica a Quilha do Navio, que é um grande bloco de pedra no meio da trilha, com uma passagem pela esquerda e outra pela direita. Nesse momento é preciso seguir pela esquerda, utilizando uma ponte de madeira até a beira de um barranco, onde existem vestígios de uma escada e um grampo na parede da direita. Na sequência basta fazer um pequeno rapel e caminhar mais quinze metros até a base da via. Toda a caminhada demora certa de 25 ou 30 minutos sem grandes dificuldades.  

 

A via é extremamente linda. Consiste em uma fenda em diedro de aproximadamente 110 metros de extensão, onde existe a necessidade de utilizar proteções móveis em sua primeira metade. Na segunda a fenda é mais larga e segue toda grampeada. A escalada pode ser dividida em quatro enfiadas curtas, sendo as três primeiras pelo diedro em fenda e a última pela face da rocha.

 

A primeira enfiada começa por um bloco, seguida por uma fenda em diedro, com lances de entalamento de mão e de dedo. A P1 pode ser feita em um confortável platô onde há um grampo. Essa enfiada tem aproximadamente 30 metros e pode ser protegida por peças médias, equivalentes ao Camalot do #.75 ao #3.

A segunda enfiada continua pela fenda em diedro, com lances de entalamento de mão e dedo até o teto, que é grampeado e segue pela direita. Esse lance em livre está cotado em sexto superior, mas pode ser feito em artificial. A P2 fica em grampo simples logo após o teto, em uma posição relativamente confortável. Essa enfiada também é curta, tem aproximadamente 30 metros e utilizada peças médias, equivalentes ao Camalot do #.75 ao #3. Vale ressaltar que no teto tinha uma quantidade significante de aranhas, logo recomenda-se cuidado!

 

Na terceira enfiada a fenda do diedro fica mais aberta e a qualidade da rocha já não é tão boa. A escalada segue por lances de entalamento, oposição e tesoura até uma parada dupla onde deve ser feita a P3. Ela tem aproximadamente 30 metros e é toda grampeada, mas algumas peças médias e grandes podem ser utilizadas para intermediar os lances, principalmente nos primeiros metros.

 

A quarta e última enfiada segue por uma fácil horizontal para a direita, para depois subir em lances de abaulados em rocha duvidosa, que mais parece uma escadaria. A P4 pode ser feita após 20 metros, muito próxima da urna, que não fica exatamente no cume.

 

O rapel pode ser feito pela própria via, sem grandes dificuldades, já que as enfiadas são curtas e as paradas grampeadas.

 

Grau de dificuldade: 5º A0/VIsup E2 D2 110 metros

Material recomendado: um jogo de Camalot do #.5 ao #3 e outro do #.75 ao #3. O camalot #4 pode ser utilizado, mas não é obrigatório.

Conquista iniciada por Sérgio Jacoubb, Fernando e Japão. Finalizada por Beto Campos e Jocinei em homenagem ao Ségio que faleceu no Pico Maior em 1991.

ACESSO PARA O PARQUE ECOLÓGICO DO CÃO SENTADO (FURNAS DO CATETE)
  • Whatsapp
  • telefone
  • Contato Escaladas Clássicas
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Escalada é um esporte de risco, acidentes graves e mortes podem acontecer com escaladores experientes e inexperientes. O conteúdo desse site não garante sua segurança ou o sucesso da escalada. Caso tenha o interesse de iniciar no mundo da escalada procure um instrutor qualificado e capacitado para essa atividade de risco elevado.

© Copyright - Escaladas Clássicas - Todos os direitos reservados