PAREDÃO PARAGUAIO - MORRO DA CRUZ

O Paredão Paraguaio é uma via curta, com apenas três enfiadas, grau de dificuldade intermediário, e possui proteções fixas e móveis. Ele fica localizado no Morro da Cruz, ao lado da trilha da Pedra do Sino, na altura da Cota 2000, levando em torno de duas horas de caminhada para chegar na sua base.

 

Para fazer a escalada é preciso entrar na sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos em Teresópolis e iniciar a caminhada pela na trilha da Pedra do Sino, passando pela cachoeira Véu da Noiva e depois pelas ruinas do abrigo 3, que atualmente é apenas um clareira com um gramado no meio da trilha.

 

Logo após o abrigo 3 fica a Cota 2000, uma espécie de mirante com um grande bloco de pedra de frente para o Morro da Cruz. Alguns metros antes desse bloco grande, existe uma discreta passagem para a esquerda, que vai dar na trilha de acesso ao Morro da Cruz. Seguindo por essa trilha, antes de subir em direção ao cume, é preciso cair para a esquerda, por um trilha e algumas lajes de pedra até a base da via.

 

Vale destacar a base da Via Crucis fica um pouco antes do Paredão Paraguaio e é de fácil identificação, já que o primeiro grampo está muito próximo do chão e a primeira enfiada é um artificial de cliff em pedra de qualidade duvidosa.

 

A primeira enfiada segue por um sistema de fendas, caindo ligeiramente para a esquerda, onde a utilização de proteções móveis é necessária. No final da enfiada é preciso fazer uma travessia fácil para a direita, até um platôcom um grampo onde fica a P1.

 

A segunda enfiada já começa com o crux cotado em 5º grau, sendo preciso utilizar proteções móveis para superar uma laca. Esse é um lance delicado, sendo preciso fazer uma oposição com os pés em aderência, mas as peças pequenas e médias ficam a prova de bomba. Depois a enfiada segue em diagonal para a direita, alternando lances com proteções fixas e móveis, até um platô pequeno com um grampo onde fica a P2.

 

A terceira e última enfiada é relativamente curta e segue até o cume sem grandes dificuldades. Vale ressaltar que no cume não existem grampos, logo é preciso fazer uma segurança de platô para o participante.

Para o caminho de volta basta descer pela crista do Morro da Cruz até a Cota 2000 e depois entrar na trilha da Pedra do Sino, seguindo até a Barragem. Outra opção é descer pela Passagem da Neblina e aproveitar para escalar a Verruga do Frade, que fica exatamente nesse caminho. Esse percurso adicional vai demandar um pouco mais de tempo, mas pode ser feito em apenas um dia.

 

Grau de Dificuldade: 4º V

Conquistadores: José Bezerra Garrido, Waldemar Guimarães, José Roberto e Rosa Sampaio

Ano da Conquista: 1963

Material Móvel Sugerido: Jogo de friends do #.3 ao #3

  • Whatsapp
  • telefone
  • Contato Escaladas Clássicas
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Escalada é um esporte de risco, acidentes graves e mortes podem acontecer com escaladores experientes e inexperientes. O conteúdo desse site não garante sua segurança ou o sucesso da escalada. Caso tenha o interesse de iniciar no mundo da escalada procure um instrutor qualificado e capacitado para essa atividade de risco elevado.

© Copyright - Escaladas Clássicas - Todos os direitos reservados