LIONEL TERRAY - PEDRA BONITA

O melhor caminho para acessar a base da Leonel Terray é através da rampa de voo livre na Pedra Bonita. Indo de carro é preciso parar no primeiro estacionamento e subir o resto da estrada a pé, passando pelo segundo estacionamento ("exclusivo para pilotos”) e em seguida subir pela esquerda, por um corredor que vai dar na rampa. O início da trilha começa poucos metros antes da rampa, no lado direito, no espaço destinado a montagem das asas delta.

 

A trilha é bem definida e começa em descida relativamente íngreme na direção da Pedra da Gávea, cruzando alguns riachos, mas depois de determinado tempo fica mais plana, seguindo em direção ao colo entre a Pedra da Gávea e a Pedra Bonita, onde fica a base da chaminé Elly e Bip Bip.

 

Chegando no colo será preciso seguir pela direta, a trilha nesse momento já não é muito bem definida, mas basta seguir em direção da Pedra Bonita. Em dado momento será preciso subir um trecho mais vertical da trilha e depois já é possível seguir por costão de vegetação rasteira com uma trilha que leva até a base da Lionel Terray.

 

ATENÇÃO: No início de 2015 houve um incêndio nesse costão de vegetação rasteira, logo recomenda-se evitar via até que a área seja recuperada.

 

A primeira enfiada da escalada é um bonito diedro todo protegido por grampos, mas que pode ser feito em móvel, inclusive é uma ótima opção para quem está começando a escalar em móvel e pretende praticar. 

 

A segunda enfiada na verdade é uma caminhada em platô para a esquerda, seguindo por uma trilha bem definida até um grampo na extrema esquerda desse platô, onde pode ser feita a P2.

 

A terceira enfiada segue para cima e depois para a direita, até a base de laca grande, e depois continua para cima, fazendo a P3 em uma parada dupla no final dessa laca, antes de iniciar o trecho em artificial.

 

A quarta enfiada começa em livre, mas depois segue praticamente toda em artificial fixo e termina em um platô confortável. Em livre esse trecho em artificial deve ser contado em VIIc.

 

A quinta enfiada é uma curta caminhada em platô para a direita, até a base de outro diedro. É melhor fazer essa enfiada curtinha para evitar o arrasto da corda. Fique atendo porque existe uma variante seguinte reto para cima, mas a Lionel Terray é para a direita mesmo!

A sexta enfiada segue em diedro com proteções fixas, mas depois é preciso cair para a esquerda, sempre passando por lances fáceis de fendas com grampos, mas com muitas opções de peças móveis.

 

A sétima e última enfiada é a rampa de acesso ao cume da Pedra Bonita. Não existem grampos no cume, logo é preciso fazer segurança de platô para o participante nessa última enfiada.

 

Para descer basta seguir pelas lajes de pedra em direção nordeste e depois descer pela trilha da Pedra Bonita, que neste caso vai terminar/iniciar no primeiro estacionamento da rampa de voo livre. Essa caminhada é de aproximadamente 30 minutos.

  • Whatsapp
  • telefone
  • Contato Escaladas Clássicas
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Escalada é um esporte de risco, acidentes graves e mortes podem acontecer com escaladores experientes e inexperientes. O conteúdo desse site não garante sua segurança ou o sucesso da escalada. Caso tenha o interesse de iniciar no mundo da escalada procure um instrutor qualificado e capacitado para essa atividade de risco elevado.

© Copyright - Escaladas Clássicas - Todos os direitos reservados